Londrina investe em instalação de luminárias inteligentes com câmeras, redes de wi-fi públicas, software de reconhecimento facial, semáforos inteligentes e software de monitoramento do movimento da rua, e se coloca nacionalmente como referência em inovação e tecnologia.

A Prefeitura de Londrina, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) assinaram, nesta quinta-feira (21/1), um Acordo de Cooperação Técnica (ACT), para iniciar a execução do projeto Cidades Inteligentes na Rua Sergipe. A iniciativa foi viabilizada por meio de articulação da deputada federal Luísa Canziani (PTB-PR) entre a Prefeitura e a ABDI.

De acordo com o presidente da ABDI, Igor Calvet, grande parte do comércio, varejo e da economia se movimenta através da conectividade. “É uma satisfação enorme da ABDI chegar em Londrina. Vamos colocar tecnologia de mobilidade urbana e segurança pública para melhorar a vida das pessoas que passam pela rua Sergipe e dos comerciantes. Nosso intuito é aumentar suas vendas para que, com o crescimento das vendas, empreguem mais gente e consigam melhorar a vida das pessoas em Londrina”, afirmou.

A expectativa é que as soluções implementadas beneficiem os cerca de 400 estabelecimentos comerciais localizados na rua Sergipe. Para o prefeito da cidade, Marcelo Belinati, esse será um projeto inovador que vai colocar Londrina como modelo nacional na área de tecnologia e inovação, com conceitos que visam melhorar a qualidade de vida da população e o comércio local. “É essa parceria com a ABDI que está destinando recursos para esse projeto, sem custo para prefeitura”, destacou.

Serão investidos R$ 3,4 milhões pela ABDI na iniciativa, que prevê a instalação de luminárias inteligentes com câmeras, redes de wi-fi públicas, software de reconhecimento facial, semáforos inteligentes e software de monitoramento do movimento da rua. O projeto de Londrina deverá incluir, futuramente, testes com redes 5G. Outro R$ 1 milhão será investido na capacitação dos varejistas da região.

O PTI já iniciou cotações e processos licitatórios para a compra dos equipamentos. “Nossa expectativa é começar as obras em 60 ou 90 dias”, afirmou o diretor de Negócios e Inovação do órgão, Rodrigo Régis. Segundo ele, as tecnologias que serão implantadas têm o foco, inclusive, em melhorar a rentabilidade e competitividade do comércio. “É ação das instituições e lideranças em prol das pessoas”, finalizou.

O projeto

O projeto tem como objetivo a adoção de novas tecnologias em ambiente urbano, por meio da instalação de soluções como inteligência artificial e conectividade, para beneficiar cidade, empresas e cidadãos. Todo o sistema terá gestão unificada em um centro de controle operacional. Com isso, haverá impacto direto na mobilidade urbana, a partir da gestão inteligente dos semáforos; e na segurança, com a instalação de câmeras de reconhecimento facial e de placas dos veículos.

A execução tem duração prevista de três anos, período em que terá condução e acompanhamento realizados pela ABDI e pelo PTI, parceiros em outros projetos de Cidades Inteligentes no Paraná, além da prefeitura de Londrina. Além do investimento em infraestrutura tecnológica, o projeto deverá incluir a disseminação de boas práticas em transformação digital entre as empresas da Rua Sergipe.

Fonte ABDI: https://www.abdi.com.br/postagem/londrina-tera-projeto-cidades-inteligentes-na-rua-sergipe